Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

'Não é razoável que um presidente não respeite posições de seus ministros', diz Doria

© Foto / Valter Campanato/Agência BrasilGovernador de São Paulo, João Doria, concede entrevista coletiva à imprensa.
Governador de São Paulo, João Doria, concede entrevista coletiva à imprensa. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou o presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (21) ao falar sobre a vacina da CoronaVac, da farmacêutica chinesa Sinovac.

Doria apelou ao "sentimento humanitário" do presidente e disse que não há motivo para Jair Bolsonaro desautorizar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

"Total confiança no ministro da Saúde. Desde que ele assumiu, demonstrou sensibilidade, correção e foi republicano. Respeite [presidente] o seu ministro da Saúde. O senhor o indicou e o ratificou. É o terceiro ministro da Saúde. Não é razoável que um presidente não respeite posições de seus ministros indicados por ele", disse o governador, citado pelo jornal Folha de S.Paulo.

Segundo Doria, "não é hora de fazer discussão de caráter político ou ideológico".

"A vacina é que vai nos salvar, não é a ideologia, política ou processo eleitoral. Peço a compreensão do presidente e o seu sentimento humanitário para compreender que seu ministro agiu corretamente, baseado na medicina", afirmou.

Doria disse que não é o momento do país viver uma "corrida pela vacina" internamente.

"Nós precisamos viver uma união. E agir contra isso é agir contra o Brasil e contra os brasileiros", afirmou. "Eu quero pedir ao presidente que lidere o Brasil para a vida e para a saúde", completou o governador.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала