- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

França ultrapassa 1 milhão de casos de COVID-19 em meio à 2ª onda da pandemia

© REUTERS / Ludovic MarinEm Paris, o presidente francês, Emmanuel Macron, discursa usando uma máscara para proteger-se da COVID-19, em 20 de outubro de 2020
Em Paris, o presidente francês, Emmanuel Macron, discursa usando uma máscara para proteger-se da COVID-19, em 20 de outubro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta quarta-feira (21), o número de pessoas diagnosticadas com COVID-19 na França ultrapassou a marca de um milhão, segundo os dados do painel da Universidade Johns Hopkins.

De acordo com os dados da universidade, o número exato de casos confirmados do novo coronavírus na França é de 1.000.369. Já o número de mortos por COVID-19 na França chega a 34.075 pessoas, ainda segundo a universidade.

Com isso, a França tornou-se o segundo país da União Europeia com mais de um milhão de casos registrados do novo coronavírus. Mais cedo, nesta quarta-feira (21), a Espanha também ultrapassou a marca.

Além de França e Espanha, os Estados Unidos, o Brasil, a Índia, a Argentina e a Rússia também têm mais de um milhão de casos. A pior situação é a dos EUA, que registram mais de 8,3 milhões de casos e 221.990 mortes relacionadas ao novo coronavírus.

© REUTERS / Eric GaillardPresidente da França, Emmanuel Macron, anuncia reimposição de medidas de combate à COVID-19 em entrevista transmitida em rede nacional, 14 de outubro de 2020
França ultrapassa 1 milhão de casos de COVID-19 em meio à 2ª onda da pandemia - Sputnik Brasil
Presidente da França, Emmanuel Macron, anuncia reimposição de medidas de combate à COVID-19 em entrevista transmitida em rede nacional, 14 de outubro de 2020

A França e a Espanha, assim como diversos países europeus, estão enfrentando o que vem sendo chamado de segunda onda da pandemia. Recentemente, o presidente francês, Emmanuel Macron, decretou toque de recolher em diversas cidades do país para conter o avanço da doença.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de COVID-19 como pandemia em 11 de março. Até agora mais de 41,1 milhões de pessoas foram infectadas pela doença em todo o mundo, com mais de 1,12 milhão de mortes, de acordo com Universidade Johns Hopkins.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала