Sonda da NASA toca superfície de asteroide com sucesso para coletar amostras (VÍDEOS)

© NASA . Karl HilleOSIRIS-REx retira uma amostra
OSIRIS-REx retira uma amostra - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A nave robótica OSIRIS-REx tocou a superfície do asteroide Bennu nesta terça-feira (20) para recolher partículas de poeira e rochas do corpo celeste antes de iniciar seu retorno à Terra.

"Os asteroides são como cápsulas do tempo, flutuando no espaço, e podem prover registros fósseis do nascimento do nosso Sistema Solar", disse Lori Glaze, diretora da divisão de ciência planetária da NASA, durante uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (19), segundo o New York Times. 

ATERRISSAGEM! Coleta de amostras em andamento

​Através da análise de partículas de rochas e poeira de Bennu, a NASA espera obter uma compreensão mais profunda de como o Sistema Solar se formou há cerca 4,5 bilhões de anos e como evitar colisões de asteroides com a Terra.

"Todo o trabalho de uma vida esteve focado neste dia, fazer com que a nave robótica tivesse contato com a superfície do asteroide e coletasse amostras", assinalou o Dr. Dante Lauretta, professor de ciência planetária e cosmoquímica na Universidade do Arizona e chefe da missão, segundo o canal CNBC.

Assim que meu coletor de amostras entrar em contato com a superfície de Bennu, vou disparar uma carga de nitrogênio pressurizado para suspender o material, que depois será recolhido. Após esse breve toque, vou disparar meus propulsores para me afastar da superfície.

OSIRIS-REx deve coletar ao menos duas onças (cerca de 56,7 gramas) de material para enviar de volta à Terra.

Está previsto que a NASA realize uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (21) para divulgar algumas imagens da manobra, que vai determinar se a tentativa de coleta de material foi bem-sucedida. No entanto, os pesquisadores apenas saberão o quanto foi coletado após comparar a massa da espaçonave antes e depois da manobra. Essa análise deve ocorrer em dez dias, o que significa que o resultado da manobra só será conhecido no final de outubro, explicou o site Space.com.

​Os pesquisadores da NASA anunciaram que escolheram o exato local da superfície de Bennu em que ocorreriam a "aterrissagem" em dezembro de 2019, três anos depois do lançamento da sonda, em setembro de 2016. Desde que chegou próxima de Bennu em dezembro de 2018, a espaçonave vinha observando o asteroide e registrando os momentos em que o corpo celeste expeliu partículas de sua superfície no espaço.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала