Mais de mil militantes da Síria foram enviados a Nagorno-Karabakh na sexta (16), diz fonte à Sputnik

© AP Photo / PATRICK BAZMercenários contratados por uma empresa de segurança privada posam no telhado de uma casa em Bagdá, em setembro de 2007
Mercenários contratados por uma empresa de segurança privada posam no telhado de uma casa em Bagdá, em setembro de 2007 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Mais de mil militantes da Síria foram enviados para Nagorno-Karabakh na sexta-feira (16), revelou fonte à Sputnik, acrescentando que mais um grupo de mercenários partiria em breve para a região dilacerada pelo conflito azeri-armênio.

"Na sexta-feira [16] passada, mais de mil militantes [da Síria] foram enviados para lutar em Nagorno-Karabakh, e está sendo preparado o envio de mais uma remessa [de militantes] nos próximos dias", afirmou a fonte.

Anteriormente, o presidente sírio, Bashar Assad, declarou em entrevista à Sputnik que os militantes da Síria estão sendo transferidos para a referida região e que a Turquia usa terroristas da Síria e de outros países em Nagorno-Karabakh. Por sua vez, Ancara nega categoricamente estas alegações.

Além disso, o diretor do Serviço de Inteligência da Rússia (SVR, na sigla em russo), Sergei Naryshkin, afirmou que mercenários do Oriente Médio estavam se dirigindo a Nagorno-Karabakh e que estes grupos eram formados por milhares de radicais.

Apesar de no sábado (17) as partes do conflito terem chegado a um acordo de cessar-fogo humanitário a partir da meia-noite de domingo (18) no horário local (20h00 do dia 17 em Brasília), tanto Armênia como Azerbaijão denunciam ataques mútuos na região de Nagorno-Karabakh.

Desde 27 de setembro deste ano, a região de Nagorno-Karabakh tem sido alvo de confrontos entre forças da autoproclamada república, tropas armênias e forças do Azerbaijão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала