Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Campanha de Trump quer debate presidencial com foco em política externa

© REUTERS / Tom Brenner Presidente dos EUA, Donald Trump durante comício em Fayetteville, Carolina do Norte (EUA), 19 de setembro de 2020
Presidente dos EUA, Donald Trump durante comício em Fayetteville, Carolina do Norte (EUA), 19 de setembro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A equipe de campanha do presidente dos EUA, Donald Trump, escreveu uma carta à Comissão de Debates Presidenciais na qual exige que o último debate contra o candidato democrata Joe Biden se concentre no tema da política externa.

Conforme publicou nesta segunda-feira (19) o site The Hill, além da exigência em relação ao tema, a campanha também apontou como "inaceitável" a proposta de permitir que o moderador tenha o poder de fechar o microfone dos candidatos.

"Para o bem da integridade da campanha e em benefício do povo norte-americano, pedimos que repensem e reeditem um conjunto de tópicos para o debate de 22 de outubro, com ênfase na política externa. Isso foi o que as campanhas concordaram e tem sido a tradição em campanhas anteriores", escreveu o gerente de campanha de Trump, Bill Stepien.

Stepien disse que os tópicos anunciados pela moderadora Kristen Welker, da NBC News - combatendo a COVID-19, famílias norte-americanas, raça nos EUA, aquecimento global, segurança nacional e liderança -, mal tocam na questão da política externa e quase todos os temas foram discutidos longamente durante o primeiro debate.

© REUTERS / Brian SnyderDebate presidencial entre Donald Trump e Joe Biden
Campanha de Trump quer debate presidencial com foco em política externa - Sputnik Brasil
Debate presidencial entre Donald Trump e Joe Biden

Stepien enviou a carta antes de uma reunião da comissão que discutiria permitir que o moderador desligue os microfones dos candidatos durante o debate.

"É completamente inaceitável que qualquer pessoa exerça tal poder e a decisão de prosseguir com essa mudança equivale a transferir o controle editorial do debate para a comissão, que já demonstrou sua parcialidade ao [candidato democrata Joe] Biden", disse Stepien.

A segunda rodada de debates presidenciais foi cancelada na semana passada depois que Trump contraiu o novo coronavírus e, apesar da recuperação, se recusou a debater com Biden virtualmente. O terceiro e último debate entre os candidatos está agendado para acontecer em Nashville, no estado norte-americano do Tennessee, na quinta-feira (22).

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала