Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Bolívia deu uma lição aos EUA, diz presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensDiosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional Constituinte de Venezuela, e Nicolás Maduro, presidente de Venezuela
Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional Constituinte de Venezuela, e Nicolás Maduro, presidente de Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga no
Diosdado Cabello utilizou as redes sociais para comemorar a vitória do candidato do partido Movimento pelo Socialismo nas eleições presidenciais da Bolívia.

O presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, Diosdado Cabello, afirmou nesta segunda-feira (19) que a Bolívia deu uma lição aos EUA e ao secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, após a vitória do candidato do Movimento pelo Socialismo (MAS), Luis Arce, nas eleições presidenciais de domingo (18), de acordo com resultados de boca de urna.

Apesar do imperialismo norte-americano e de seus lacaios, apesar do renegado de Almagro, apesar da mídia, o nobre povo boliviano lhes dá uma lição a partir da mão de Evo Morales, esperamos que as autoridades eleitorais anunciem o triunfo de Arce. Nós vamos vencer!!

Horas antes, Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, descreveu a eleição de Arce e do vice-presidente David Choquehuanca como uma "grande vitória" para o povo boliviano.

© AP Photo / Juan KaritaCandidato a presidente pelo MAS, Luis Arce, nas eleições bolivianas
Bolívia deu uma lição aos EUA, diz presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela - Sputnik Brasil
Candidato a presidente pelo MAS, Luis Arce, nas eleições bolivianas
De acordo com os resultados de boca de urna, Arce, do partido do ex-presidente Evo Morales, obteve uma vitória avassaladora, com 52,4% dos votos contra 31,5% do segundo colocado, o neoliberal Carlos Mesa. Arce agradeceu ao povo boliviano e à comunidade internacional pelo apoio ao processo eleitoral. Carlos Mesa, por sua vez, já reconheceu a derrota, dizendo que o resultado é convincente e claro.

Mais de sete milhões de bolivianos foram chamados às urnas, processo que deve encerrar um longo processo para restaurar a ordem constitucional após o golpe de Estado que depôs o ex-presidente Evo Morales.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала