Pentágono ameaça de 'consequências graves' se Turquia ativar sistemas russos S-400

© Sputnik / Aleksei MalgavkoSistemas de mísseis antiaéreos russos S-400
Sistemas de mísseis antiaéreos russos S-400 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta sexta-feira (16), após relatos de que os militares da Turquia testaram o sistema russo S-400, o Pentágono e o Departamento de Estado repreenderam fortemente o país por tais atos, o que poderia agravar ainda mais as tensões entre Washington e seu aliado da OTAN.

Os departamentos de Defesa e de Estado dos EUA condenaram o relatado teste de mísseis que teria ocorrido ontem na Turquia perto da costa do Mar Negro, sem haver confirmações se o lançamento foi realizado.

"Os Estados Unidos expressaram ao governo da Turquia, aos mais altos níveis, que a aquisição de sistemas militares russos como os S-400 é inaceitável", escreveu em uma declaração Morgan Ortagus, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA.

"Os EUA têm sido claros em nossa expectativa de que o sistema S-400 não deve ser operacionalizado", acrescentou, relata CNBC. 

"Opomo-nos à aquisição do sistema pela Turquia e estamos profundamente preocupados com os relatos de que a Turquia está a torná-lo operacional. Ele [o S-400] não deve ser ativado. Fazer isso arrisca consequências graves para as nossas relações de segurança", disse o porta-voz do Pentágono, Jonathan Hoffman.

Ontem, vários meios de informação relataram sobre um míssil disparado na costa do mar Negro, o suposto local de testes dos sistemas russos de defesa antiaérea S-400.

Washington demonstrou preocupação em relação aos sistemas obtidos pela Turquia, alegando que poderiam ser utilizados contra os caças norte-americanos F-35.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала