Romênia impõe novas restrições sociais contra a COVID-19

© AP Photo / Andreea AlexandruEm Bucareste, na Romênia, um homem usa máscara como proteção contra a COVID-19 após ter a temperatura tomada antes de votar, em 27 de setembro de 2020
Em Bucareste, na Romênia, um homem usa máscara como proteção contra a COVID-19 após ter a temperatura tomada antes de votar, em 27 de setembro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As autoridades romenas decidiram estender o modo de alerta máximo e introduzir novas restrições sociais no país devido ao aumento da disseminação do novo coronavírus.

Além disso, restrições sociais adicionais estão sendo impostas no país, disse o governo em um comunicado na quarta-feira (14). Em 15 de maio, o regime de situação de emergência foi encerrado na Romênia e as autoridades anunciaram um modo de alerta máximo para substituí-lo. Este último tinha previsão de vigorar até esta quinta-feira (15).

"O governo decidiu estender o regime de alerta máximo no país por um período de 30 dias, a partir de 15 de outubro de 2020", diz a resolução, publicada no site do gabinete do governo romeno.

As autoridades também estão introduzindo restrições sociais adicionais. Em particular, se o nível de incidência do novo coronavírus em uma localidade exceder três casos a cada mil pessoas, os residentes locais terão que usar máscaras não apenas em salas fechadas, mas também nas ruas. As medidas também incluem a proibição da realização de casamentos, batizados, aniversários e outras festas em espaços fechados.

© AP Photo / Vadim GhirdaEm Bucareste, na Romênia, uma mulher idosa usa uma máscara contra a COVID-19 durante um evento de música folclórica em um parque, em 20 de setembro de 2020
Romênia impõe novas restrições sociais contra a COVID-19 - Sputnik Brasil
Em Bucareste, na Romênia, uma mulher idosa usa uma máscara contra a COVID-19 durante um evento de música folclórica em um parque, em 20 de setembro de 2020

Diversos países europeus estão registrando aumento de casos da COVID-19 no que vem sendo caracterizado como uma segunda onda da pandemia no continente. É o caso de Alemanha, França, Portugal e Reino Unido, por exemplo.

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, a Romênia registra um total de 164.477 casos confirmados de COVID-19 e 5.601 mortes causadas pela doença.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала