Irã conclama comunidade internacional para que obrigue Israel a destruir suas armas nucleares

© AP Photo / Ministério da Defesa da RússiaMíssil balístico intercontinental é lançado de algum ponto da Rússia
Míssil balístico intercontinental é lançado de algum ponto da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif apelou à comunidade internacional para que pressione Israel a aderir ao Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP) e eliminar o seu arsenal de armas nucleares.

"A comunidade internacional deve obrigar Israel - que tem a agressão em seu próprio DNA - a aderir imediatamente ao TNP e destruir seu arsenal nuclear", afirmou Zarif na sexta-feira (2) em um pronunciamento pré-gravado na ONU.

"Considerando suas seis décadas de engano e desenvolvimento clandestino de armas nucleares, [Israel] deve ser obrigado a se submeter a um regime de inspeção mais intrusivo do que o observado pelos membros cumpridores do TNP", acrescentou o chanceler iraniano.

CC BY-SA 3.0 / טל ענבר / Shavit 3rd stageTerceira fase do veículo de lançamento espacial israelense Shavit
Irã conclama comunidade internacional para que obrigue Israel a destruir suas armas nucleares - Sputnik Brasil
Terceira fase do veículo de lançamento espacial israelense Shavit
Zarif acusou também os EUA, chamando o país de "único perpetrador mundial de um ataque nuclear", de apoiar cegamente Israel, "o único detentor de um arsenal nuclear na nossa região". Além disso, o diplomata iraniano reclamou sobre as alegadas ameaças de Tel Aviv de usar armas nucleares contra outras nações "tudo isso enquanto estava dando alarmes falsos sobre a proliferação".

O chanceler criticou duramente Washington por criar novas bombas nucleares e reduzir o limiar de sua utilização, tendo acusado a administração Trump de "causar danos" ao regime de não proliferação com a sua decisão de se retirar do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF, na sigla em inglês) com a Rússia e do acordo nuclear com o Irã.

Em agosto de 2019, os EUA abandonaram definitivamente o Tratado INF.

Três semanas depois, os EUA realizaram um teste com mísseis que estavam proibidos pelo documento, o que significa que desenvolveram esse armamento ainda durante a vigência do tratado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала