Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

COVID-19: protestos contra restrições sociais entram no 2º dia consecutivo na Alemanha

© REUTERS / Arnd WiegmannEm Konstanz, na Alemanha, manifestantes protestam contra as restrições sociais impostas pelo governo em meio à pandemia da COVID-19, em 4 de outubro de 2020
Em Konstanz, na Alemanha, manifestantes protestam contra as restrições sociais impostas pelo governo em meio à pandemia da COVID-19, em 4 de outubro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Manifestações a favor e contra as restrições sociais impostas para conter o novo coronavírus estão ocorrendo neste domingo (4) na cidade de Konstanz, no sul da Alemanha, uma das regiões mais afetadas pela COVID-19 no país.

Segundo publicou a emissora SWR, esse é o segundo dia consecutivo de protestos no país. No sábado (3), milhares de pessoas foram às ruas em protestos organizados pelo grupo Querdenken 711, que critica as medidas restritivas adotadas como resposta do governo à pandemia da COVID-19.

Ao mesmo tempo, defensores das medidas restritivas também foram às ruas e acusaram os partidários do Querdenken de apoiarem ideias extremistas de direita.

© REUTERS / Arnd WiegmannEm Konstanz, na Alemanha, policiais caminham ao lado de manifestantes contrários aos protestos que contestam as restrições sociais impostas pelo governo alemão em meio à pandemia da COVID-19, em 4 de outubro de 2020.
COVID-19: protestos contra restrições sociais entram no 2º dia consecutivo na Alemanha - Sputnik Brasil
Em Konstanz, na Alemanha, policiais caminham ao lado de manifestantes contrários aos protestos que contestam as restrições sociais impostas pelo governo alemão em meio à pandemia da COVID-19, em 4 de outubro de 2020.

As autoridades alemãs impuseram uma série de requisitos para a realização dos protestos, incluindo a proibição de símbolos associados ao nazismo. Os manifestantes também foram instados a cumprir os padrões de higiene para evitar a disseminação da COVID-19.

Ao longo dos meses de pandemia na Alemanha, diversos protestos semelhantes foram realizados em cidades alemãs, com cenas de confrontos e detenções em algumas ocasiões.

De acordo com dados do Instituto Robert Koch, o estado de Baden-Wurttemberg, onde a cidade de Konstanz está localizada, está entre os estados federais mais atingidos na Alemanha, com mais de 50 mil casos confirmados de COVID-19.

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o número total de infecções pelo novo coronavírus na Alemanha passa de 300 mil, além de cerca de 9,5 mil mortes causadas pela doença.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала