Venezuela denuncia provocação de navio dos EUA em seu território marítimo

© AP Photo / Kurtis A. Hatcher/Marinha dos EUADestróier norte-americano USS Stethem
Destróier norte-americano USS Stethem - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo da Venezuela denunciou nesta quinta-feira (1º) o que considerou uma provocação do Comando Sul dos Estados Unidos pela presença de um navio destróier de mísseis em sua zona contígua.

"A Venezuela se dirige à comunidade internacional para denunciar as intimidantes intenções do Comando Sul dos Estados Unidos, por meio da presença do destróier de mísseis guiados da classe Arleigh Burke USS William P. Lawrence [DDG-110] daquele país na zona contígua da Venezuela", diz o comunicado divulgado pelo chanceler Jorge Arreaza no Twitter.

De acordo com a diplomacia venezuelana, o navio de guerra dos Estados Unidos reconheceu a autoridade do Estado venezuelano ao responder às comunicações de rádio da Marinha dos EUA e alegou que realizou operações de patrulha contra o narcotráfico.

Venezuela denuncia a provocação errática e infantil do Comando Sul dos Estados Unidos, com a presença do destróier de mísseis teleguiados USS William P. Lawrence (DDG-110) da classe Arleigh Burke da Marinha dos Estados Unidos, a 16,1 milhas náuticas de nossas costas.

O Governo venezuelano também lembrou que no dia 16 de julho fez uma denúncia semelhante sobre a incursão do navio de guerra USS PINCKNEY (DDG-91), situação que considerou reincidência e intencionalidade dos Estados Unidos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала