Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Em meio a tensões com China, Índia testa míssil supersônico BrahMos

© AP Photo / Ajit KumarMíssil supersônico BrahMos
Míssil supersônico BrahMos - Sputnik Brasil
Nos siga no
Índia realiza teste bem-sucedido do míssil de cruzeiro supersônico BrahMos em uma instalação ao largo de Odisha, no leste do país.

Quarta-feira de manhã (30), a Índia testou com sucesso um míssil de cruzeiro supersônico BrahMos de longo alcance, com um impulsionador fabricado localmente, a partir de uma instalação ao largo da costa de Odisha.

De acordo com as autoridades militares indianas, o teste bem-sucedido do míssil, que pode atingir um alvo a uma distância de 450 quilômetros, ocorreu como parte do projeto PJ-10 da Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa (DRDO, na sigla em inglês).

© Foto / BrahMos Aerospace Foguetes supersônicos BrahMos
Em meio a tensões com China, Índia testa míssil supersônico BrahMos - Sputnik Brasil
Foguetes supersônicos BrahMos

O impulsionador de propulsão para os mísseis BrahMos foi desenvolvido pelo Laboratório de Pesquisa de Materiais de Alta Energia da Índia. Uma vez ativado, o aparelho gera propulsão adicional a partir do lado oposto da trajetória de voo do míssil, aumentando o impulso.

O sistema de propulsão e fuselagem do míssil são importados da Rússia, mas os especialistas de Defesa indianos esperam que, ao usar sistemas locais de propulsão, os custos do míssil sejam reduzidos.

O míssil supersônico é considerado um importante marco na cooperação militar entre a Rússia e a Índia.

Em meio ao aumento das tensões com a China, as Forças Armadas da Índia posicionaram mísseis de cruzeiro BrahMos, com 450 km de alcance, e mísseis Nirbhay, com raio de ação de 800 km, na região de Ladakh. Os mísseis BrahMos já haviam sido anteriormente instalados na área, mas tinham um alcance menor, 290 km.

Míssil BrahMos implantado em Ladakh e Arunachal Pradesh.

Via Times of India

Nesta terça-feira (29), os dois gigantes asiáticos endureceram suas posições quanto à região de Ladakh, que a China considera "território indiano estabelecido ilegalmente", enquanto Nova Deli insiste em sua soberania sobre a região.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала