Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Anvisa libera produção do ventilador pulmonar da USP

© Folhapress / Newton Menezes/Futura Press Ventiladores pulmonares desenvolvidos pela USP para tratar pacientes com COVID-19.
 Ventiladores pulmonares desenvolvidos pela USP para tratar pacientes com COVID-19. - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a produção do ventilador pulmonar Inspire, desenvolvido pela Escola Politécnica (Poli) da Universidade de São Paulo (USP).

O anúncio do projeto foi feito há cinco meses, porém a produção só foi liberada no dia 13 de agosto.

De acordo com uma publicação no site da USP nesta quarta-feira (19), o órgão autorizou a fabricação, comercialização e doação dos equipamentos.

"Conseguir viabilizar um produto inovador do zero, em poucos meses, é um feito notável para os padrões brasileiros. Apesar dos avanços, nós, como nação, temos que melhorar nossos processos de inovação para sermos mais competitivos internacionalmente", explica o professor Marcelo Knörich Zuffo, um dos coordenadores do projeto.

A equipe agora se prepara para iniciar a produção de cerca de 1.000 ventiladores em parceria com o Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), que serão doados para as cidades brasileiras em que a demanda esteja mais alta.

O projeto tem a participação de aproximadamente 200 pesquisadores de diversas unidades da USP e outras instituições, e conta com doações de parceiros da iniciativa privada.

Estima-se que o ventilador Inspire pode ser produzido em até duas horas e é 15 vezes mais barato do que os aparelhos disponíveis no mercado.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала