Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA preparam teste de fogo real da versão antiaérea de blindado todo-terreno

© AP Photo / Mindaugas KulbisVeículos de transporte de tropas blindados Stryker dos EUA em ação na Lituânia (foto de arquivo)
Veículos de transporte de tropas blindados Stryker dos EUA em ação na Lituânia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma versão modificada do veículo blindado de infantaria Stryker para transportar mísseis antiaéreos será testada em breve em exercícios de fogo real pelo Exército norte-americano.

O Exército dos EUA já iniciou testes limitados de operação de seu novo Sistema Integrado de Comando de Mísseis e Defesa Aérea (IBCS, na sigla em inglês) no Novo México.

Agora, os testes entrarão em um estágio de fogo real. Serão testados a nova versão da bateria de mísseis MIM-108 Patriot e o blindado Stryker A1 IM-SHORAD, segundo afirmou ao portal Breaking Defense o general Brian Gibson, diretor da equipe de modernização da defesa aérea e antimísseis do Exército.

O IBCS 2.0 "visa integrar as comunicações entre os sistemas lançadores de armas, radares e operadores, permitindo que uma unidade de defesa aérea, como uma bateria Patriot, dispare seus interceptadores utilizando informações fornecidas pelo radar de outra".

Além disso, o IM-SHORAD contará com mísseis Stinger e Hellfire, além de dispor de um canhão automático de 30 milímetros e de um radar multifuncional de 360 graus.

© AP Photo / APTVVeículos blindados Stryker dos EUA na Síria
EUA preparam teste de fogo real da versão antiaérea de blindado todo-terreno - Sputnik Brasil
Veículos blindados Stryker dos EUA na Síria

O veículo de oito rodas pode atingir 100 quilômetros por hora em estrada, além de ser um veículo todo-terreno, o que favorece a locomoção rápida dos sistemas antiaéreos.

Os testes do blindado foram adiados devido à pandemia de COVID-19, que exigiu um trabalho de reformulação para minimizar o risco de propagação da doença. Entretanto, o veículo já tinha sofrido outros atrasos e deveria ter entrado em serviço no ano passado, segundo o Defense News.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала