Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro paz e amor? Presidente prega 'entendimento' entre poderes

© AP Photo / Eraldo PeresPresidente Jair Bolsonaro durante a posse do ministro da Justiça, André Mendonça, em Brasília
Presidente Jair Bolsonaro durante a posse do ministro da Justiça, André Mendonça, em Brasília - Sputnik Brasil
Nos siga no
Após várias declarações fortes contra o STF, o presidente Jair Bolsonaro mudou o tom nesta quinta-feira (25) e pregou o "entendimento" entre os poderes da República. 

Bolsonaro discursou em evento no Palácio do Planalto que simbolizou assinatura de acordo de cooperação entre Executivo e Judiciário para integrar bases de dados, com informações sobre a Constituição, leis e jurisprudência.

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, estava presente no ato. Segundo Bolsonaro, um bom diálogo entre o STF, o governo, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizam "dias melhores" para o Brasil.

"Esse entendimento, essa cooperação bem revela o momento que vivemos aqui no Brasil. Eu costumo sempre dizer quando estou com o presidente Toffoli, também com o Alcolumbre, o Maia, que são presidentes da Câmara e do Senado, que nós somos pessoas privilegiadas. O nosso entendimento, sim, em um primeiro momento, é o que pode sinalizar que teremos dias melhores para o nosso país", afirmou Bolsonaro, segundo publicado pelo portal G1. 

'Paz' e 'tranquilidade'

O gesto de paz do presidente ocorre após ele criticar por várias vezes o comportamento do Supremo, principalmente em razão de investigação sobre rede de notícias falsas, que atingiu apoiadores de Bolsonaro. Desde a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, o presidente vem adotando uma postura mais discreta. 

Além disso, a presença do chefe de Estado em atos que pediam intervenção militar e o fechamento do STF provocaram críticas de ministros da Corte. 

"Obviamente entra mais gente nesse entendimento, que são os deputados, senadores, os demais ministros do Supremo, nossos colegas do STJ [Superior Tribunal de Justiça], servidores. Que somente dessa forma, com paz, com tranquilidade, e sabendo da nossa responsabilidade, que nós podemos, sim, colocar o Brasil naquele local que todo mundo sabe que ele chegará", completou o presidente, que não mencionou os atritos com os outros poderes. 

Dias Toffoli também discursou no evento e ressaltou a importância da cooperação e da independência entre os poderes.

"Esse termo de cooperação ilustra o poder do diálogo e da articulação entre poderes independentes para o avanço das instituições republicanas e democráticas", disse.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала