- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaristas mandam recado para opositores do ministro da Educação: 'Não mexam com Weintraub'

© Folhapress / Pedro LadeiraMinistro da Educação, Abraham Weintraub, é saudado por apoiadores ao deixar sede da Polícia Federal, em Brasília (DF), 4 de junho de 2020
Ministro da Educação, Abraham Weintraub, é saudado por apoiadores ao deixar sede da Polícia Federal, em Brasília (DF), 4 de junho de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Rodeado de rumores de demissão e insatisfação do governo Bolsonaro, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, enfrenta inquérito das fake news na vida real, já na virtual – ganha apoio de internautas.

Contrário ao Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, está sendo investigado por ter chamado os ministros do STF, durante reunião ministerial de 22 de abril, de "vagabundos".

Já no domingo (14), Weintraub compareceu a um ato pró-governo na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, depois de na noite anterior um grupo de bolsonaristas terem acendido fogos de artifício contra o prédio do STF.

O presidente Jair Bolsonaro acredita que a presença de Weintraub no ato "não foi muito prudente", e ainda ressaltou que o ministro da Educação "não estava representando o governo, estava representado a si próprio".

Em contrapartida, o ministro da Educação vem recebendo apoio no Twitter de bolsonaristas que são contrários ao STF. O apoio é evidenciado na hashtag #NaoMexamComWeintraub, que ocupa o quarto lugar dos assuntos mais comentados desta terça-feira (16), com mais de 10 mil tweets.

No Twitter, o ministro da Educação está se mostrando ameaçado e cercado de pedidos de prisão.

​Nunca houve no Brasil "tanta esperança e honestidade", escreve internauta, pedindo apoio ao ministro da Educação.

​Abaixo Paulo Freire?

​Apoiador de Weintraub acredita que no Brasil pedidos de prisão são feitos contra inocentes.

​Querem a demissão do ministro da Educação por convir?

​Bolsonarista acredita que os opositores do ministro da Educação terão que aguentá-lo.

​A hashtag está sendo usada também para criticar o ministro da Educação.

Internauta não entende por que estão defendendo Weintraub.

​"A saída é logo ali", internauta manda recado para o ministro investigado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала