Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Frota do Norte da Rússia monitora fragata da Marinha francesa que entrou no mar de Barents

© Sputnik / Pavel Lvov / Abrir o banco de imagensDestróier Admiral Ushakov no mar de Barents (imagem de arquivo)
Destróier Admiral Ushakov no mar de Barents (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Frota do Norte começou a monitorar a fragata da Marinha da França que entrou no mar de Barents nesta sexta-feira (5), informa o Centro Nacional de Gerenciamento de Defesa da Rússia.

"As forças e os meios da Frota do Norte começaram a monitorar as ações da fragata de mísseis da Marinha francesa Aquitaine, que entrou no mar de Barents em 5 de junho de 2020", afirma o comunicado.

No início de maio, um grupo naval de ataque da OTAN também entrou no mar de Barents, suas ações também foram monitoradas pela Rússia.

No dia 4 de maio, a Defesa russa anunciou a chegada de três destróieres da Marinha dos EUA e uma fragata Marinha britânica às águas de Barents – mar que faz parte do oceano Ártico e situa-se a norte da Noruega e da Rússia. De acordo com a OTAN, o objetivo da operação era "garantir a segurança comercial e demonstrar liberdade de navegação em condições difíceis", além de os navios terem realizado exercícios com a Marinha norueguesa no mar da Noruega.

© AP Photo / FilePorta-aviões da Marinha da Rússia, Almirante Kuznetsov, no Mar de Barents
Frota do Norte da Rússia monitora fragata da Marinha francesa que entrou no mar de Barents - Sputnik Brasil
Porta-aviões da Marinha da Rússia, Almirante Kuznetsov, no Mar de Barents

"As forças e os meios da Frota do Norte começaram a rastrear as ações do grupo naval de ataque da OTAN", afirmou anteriormente o centro russo.

Posteriormente, o coronel-general russo Sergei Rudskoy disse que, durante os exercícios navais da OTAN, foram realizadas missões de treinamento de destruição de alvos em território russo e interceptação de mísseis balísticos russos. Ele chamou essas ações de provocativas, apesar do fato de o lado americano ter notificado sobre a entrada de navios no mar de Barents, mas com muito atraso.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала