Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Repórter negro da CNN é preso ao vivo nos EUA

© REUTERS / NICHOLAS PFOSIPolícia chega para verificar mercado saqueado em protesto na cidade de Minneapolis, nos EUA. Foto de 28 de maio de 2020.
Polícia chega para verificar mercado saqueado em protesto na cidade de Minneapolis, nos EUA. Foto de 28 de maio de 2020. - Sputnik Brasil
Nos siga no
A polícia do Estado de Minnesota prendeu nesta sexta-feira (29) uma equipe da CNN durante uma transmissão ao vivo da cidade de Minneapolis, que enfrenta protestos contra a violência estatal. 

No vídeo da cena, o repórter Omar Jimenez, é visto cobrindo os protestos violentos que começaram esta semana após um policial sufocar um homem negro enquanto o algemava. 

Jimenez foi detido mesmo após se identificar como jornalista e afirmar que poderia sair do local onde estava trabalhando. Seu produtor e cinegrafista também foram algemados e levados para um prédio de segurança pública momentos depois.

A CNN disse que nenhuma razão foi dada para as detenções. A emissora publicou uma declaração acusando a polícia de deter os profissionais "por fazer o trabalho deles, apesar de se identificarem — uma clara violação dos direitos da Primeira Emenda".

A equipe foi libertada uma hora depois. A CNN disse que o governador de Minnesota, Tim Walz, agiu rapidamente para ajudar na libertação dos jornalistas.

Os protestos em Minneapolis foram desencadeados por um vídeo que mostra George Floyd algemado no chão enquanto um policial branco prensa seu joelho contra o pescoço de Floyd, que dizia não conseguir respirar. Floyd foi levado para um hospital local e morreu pouco depois.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала