- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Para 59% dos brasileiros vídeo de reunião ministerial tem impacto ruim para governo, diz pesquisa

© AP Photo / Eraldo PeresO então ministro da Justiça, Sergio Moro, e o presidente Jair Bolsonaro durante evento em Brasília em 9 de agosto de 2019, quando ainda tinham bom relacionamento e forte aliança
O então ministro da Justiça, Sergio Moro, e o presidente Jair Bolsonaro durante evento em Brasília em 9 de agosto de 2019, quando ainda tinham bom relacionamento e forte aliança - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira (29) aponta que 59% dos brasileiros acham que o vídeo da reunião ministerial que teve gravação divulgada pelo STF teve efeito negativo para governo. 

Por outro lado, 30% acreditam que o impacto do vídeo é positivo para o presidente Jair Bolsonaro. Segundo a enquete, 71% dos entrevistados disseram ter tomado conhecimento da gravação. 

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, autorizou a divulgação de vídeo de reunião ministerial realizada em 22 de abril, como parte de inquérito que apura suposta interferência do presidente em investigações da Polícia Federal. 

Para 46% dos entrevistados, na troca de acusações entre Moro e Bolsonaro, é o ex-ministro quem fala mais a verdade. Outros 21% acreditam mais no presidente.

Reprovação do presidente é de 49%

Ainda segundo a pesquisa, a reprovação de Bolsonaro apresenta estabilização. O grupo que considera seu governo ruim ou péssimo representa 49%, variação de um ponto para baixo em relação ao levantamento anterior. 

Em maio do ano passado, porém, a reprovação de Bolsonaro era de 36%, e no início do mandato, de 20%. 

Já a aprovação do presidente também se manteve. Na enquete atual, o grupo que considera o governo bom ou ótimo ficou em 26%, oscilação de um ponto para cima. 

Em maio do ano passado, a aprovação era de 34%, e no início da gestão, 40%. 

A pesquisa apontou ainda que 23% dos entrevistados consideram o governo regular, mesmo índice da última pesquisa.

Para Datafolha, 33% apoiam Bolsonaro

Foram entrevistadas 1.000 pessoas via telefone nos dias 26 e 27 de maio em todo o território nacional. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Segundo pesquisa Datafolha divulgada na quinta-feira (28), a reprovação do presidente Jair Bolsonaro atingiu 43%, maior índice desde início do mandato na série de levantamentos do instituto. Por outro lado, sua aprovação se manteve estável em 33%. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала