Defesa russa acusa grupo terrorista sírio de atacar assentamento em Idlib

© Sputnik / Mikhail Alaeddin / Abrir o banco de imagensPolícia Militar russa na Síria
Polícia Militar russa na Síria  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Militantes do Tahrir al-Sham (organização terrorista proibida na Rússia e em vários países) atacaram um assentamento da província de Idlib, na Síria, segundo informaram militares russos que monitoram o conflito no país árabe.

Em boletim divulgado nesta segunda-feira (25), o contra-almirante Oleg Zhuravlev, chefe do Centro Russo de Reconciliação, disse que não foram registrados ataques de grupamentos armados aliados à Turquia na província, enquanto unidades da Polícia Militar da Rússia realizaram patrulhas normalmente em Aleppo e Al-Hasakah. 

​"Ao mesmo tempo, nós registramos um ataque ao assentamento de Maaret Mouhos, na província de Idlib, a partir das posições da organização terrorista Frente al-Nusra [grupo extremista proibido na Rússia e em vários países que deu origem ao Tahrir al-Sham]", afirmou o oficial, sem mencionar possíveis vítimas do ataque.

No início de março, as lideranças de Rússia e Turquia concordaram em estabelecer um regime de cessar-fogo em Idlib, bem como em criar um corredor de segurança ao norte e ao sul da importante rodovia M4, que conecta as províncias de Aleppo e Latakia. Sob esse acordo, militares dos dois países realizam patrulhas conjuntas ao longo da rodovia, que é controlada por militantes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала