- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Decisão dos EUA de impedir entrada de viajantes vindos do Brasil foi técnica, diz Itamaraty

© REUTERS / Adriano MachadoPresidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante encontro com apoiadores em Brasília, 17 de maio de 2020
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante encontro com apoiadores em Brasília, 17 de maio de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Ministério das Relações Exteriores disse neste domingo (24) que decisão dos EUA de barrar a entrada no país de estrangeiros que estiveram no Brasil nos últimos 14 dias foi baseada em "critérios técnicos".

"A decisão do governo dos EUA baseou-se em critérios técnicos, que levam em conta uma combinação de fatores tais como os casos totais, tendências de crescimento, volume de viagens, entre outros", afirmou o Itamaraty por meio de nota, segundo o portal UOL. 

O ministério disse ainda que a medida é idêntica a decisões anteriores do governo estadunidense em relação a outros países para evitar a disseminação do coronavírus. 

"A decisão do governo dos Estados Unidos de suspender temporariamente a entrada de viajantes provenientes do Brasil, anunciada hoje, tem teor idêntico a medidas anteriores que suspenderam a entrada de viajantes de outros países afetados pelo COVID-19, como China, Irã, Reino Unido e Irlanda, bem como os países que fazem parte do Espaço Schengen da União Europeia", afirmou o comunicado. 

A nota ressalta ainda que o "Brasil e Estados Unidos têm mantido importante cooperação bilateral no combate à COVID-19".

"Já foram anunciadas doações norte-americanas de cerca de US$ 6,5 milhões [cerca de R$ 35,5 milhões] para os esforços brasileiros de mitigação dos impactos à saúde e socioeconômicos da COVID-19. No dia de hoje, 24 de maio, representantes da Casa Branca anunciaram, ademais, doação de 1.000 respiradores ao Brasil", acrescentou. 

'Medida análoga já adotada pelo Brasil'

O Itamaraty disse ainda que a medida dos EUA é igual à decisão adotada pelo governo brasileiro recentemente. 

"A restrição americana tem o mesmo propósito de medida análoga já adotada pelo Brasil em relação a cidadãos de todas as origens, inclusive norte-americanos, e de medidas semelhantes tomadas por ampla gama de países", afirmou o Itamaraty. 

A restrição para entrada de estrangeiros no Brasil ocorreu em 20 de março, quando já havia transmissão comunitária do coronavírus no país e mais de 900 casos confirmados. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала