Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pentágono tenta 'transformar' bombardeiros em plataformas de mísseis no Pacífico

© REUTERS / Força Aérea dos EUABombardeiros B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA
Bombardeiros B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Força Aérea dos EUA estaria transformando os bombardeiros supersônicos B-1B Lancer em um "caminhão de mísseis" no Pacífico, entretanto um terço da frota está sendo aposentada devido ao desgaste.

Após modernizações, o B-1B Lancer pode transportar muitos dos novos mísseis do Pentágono, tornando-se um instrumento para projeção do poder naval no oceano Pacífico, onde os EUA tentam enfrentar a ascensão da China como potência naval.

Em comentário ao portal Military.com, o major-general Jim Dawkins Jr., comandante da Oitava Força Aérea, afirmou que a vantagem do B-1 é poder transportar mísseis antinavio de longo alcance, o que seria perfeito para o atual cenário no Pacífico.

"Não estamos apenas redefinindo as taxas de capacidade de missão da aeronave, mas também a forma como empregamos a aeronave para elevar a competição de grande potência para se alinhar com a Estratégia de Defesa Nacional", acrescentou.

O bombardeiro norte-americano pode transportar 40 mísseis, sendo 31 mísseis hipersônicos, que viajam a velocidades superiores a Mach 5. Além dos mísseis de longo alcance antinavio LRASM, com alcance de até 370 quilômetros, e o AGM-84 Harpoon, com alcance de 312 quilômetros.

A Marinha norte-americana foi superada pela Marinha chinesa há tempo, com isso o Pentágono, prevendo um conflito contra a China em alto mar, estaria se esforçando para desenvolver mísseis de longo alcance, além de modernizar seus atuais equipamentos.

© Jette CarrBombardeiro B-1B da Força Aérea dos EUA
Pentágono tenta 'transformar' bombardeiros em plataformas de mísseis no Pacífico - Sputnik Brasil
Bombardeiro B-1B da Força Aérea dos EUA

Entretanto, a Força Aérea dos EUA conta com uma frota envelhecida de 61 bombardeiros Lancer, que já sofreram sérios problemas de prontidão e desgaste intenso devido ao uso indevido.

Atualmente, os EUA estão aposentando 17 aeronaves em situação precária, além de redirecionarem o restante como transportadores de mísseis de longo alcance.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала