Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Furacões estão se tornando mais fortes no mundo, concluem cientistas

© AP Photo / Tim AylenEstrada é inundada durante a passagem do furacão Dorian na cidade de Freeport, Bahamas, 2 de setembro de 2019
Estrada é inundada durante a passagem do furacão Dorian na cidade de Freeport, Bahamas, 2 de setembro de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os furacões aumentaram significativamente de intensidade durante o período 1979-2017 e pesquisadores dos EUA dizem ser por causa do aquecimento global provocado pelos humanos.

A probabilidade de formação de um furacão de grande intensidade aumentou 8% em cada década a nível global nos últimos 40 anos, de acordo com um estudo publicado na segunda-feira (18) na revista Proceedings of the National Academy of Sciences dos EUA.

Cientistas norte-americanos analisaram os dados meteorológicos registrados entre 1979 e 2017, e verificaram que entre 1988 e 2007 em particular, a possibilidade de um furacão tropical atingir as categorias 3-5 na escala de Saffir-Simpson aumentou "de 0,27 a 0,31, que se traduz em um crescimento de aproximadamente 15%", e que é "uma tendência clara" a nível mundial.

Variações entre regiões

No entanto, os dados escondem várias dinâmicas de crescimento em diferentes partes do mundo.

"As maiores mudanças estão no Atlântico Norte, onde a probabilidade de um grande furacão superar [a categoria] aumenta em 49% por década", comentou a equipe liderada por James Kossin.

Segundo os cientistas, esse desenvolvimento na região é uma combinação de fatores internos, tais como as correntes marítimas a partir da zona meridional do Atlântico, e externos, naturais e antropogênicos, que incluem aerossóis minerais ou pó africano, atividade vulcânica e gases de efeito estufa.

"Nos últimos 40 anos [e mais], o aquecimento antropogênico aumentou a temperatura da superfície do mar [...] em regiões propensas a ciclones tropicais e, em combinação com as mudanças nas condições atmosféricas, isso aumentou a intensidade potencial dos ciclones tropicais nessas regiões", disseram os cientistas.

Os pesquisadores também encontraram fortes aumentos da intensidade dos furações no sul do oceano Índico, e pequenos aumentos no leste do Pacífico Norte e do Pacífico Sul. Além disso, observaram uma pequena tendência decrescente no norte do oceano Índico, mas dizem se basear em uma pequena amostra de dados.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала