- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasil tem mais 844 mortes pela COVID-19 e óbitos chegam a quase 14 mil

© Folhapress / FotoarenaMovimentação no Cemitério Parque Nazaré para enterros de COVID-19 (coronavírus) em Belém, no Pará
Movimentação no Cemitério Parque Nazaré para enterros de COVID-19 (coronavírus) em Belém, no Pará - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Segundo boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta quinta-feira (14), o Brasil registra até agora 202.918 casos, um crescimento de 13.944 novos casos em 24 horas. Já o número de mortes chegou a 13.993.

Trata-se do recorde de confirmações em 24 horas, superando a marca de quarta-feira (13), quando foram registrados 11.385 novos casos.

No boletim de ontem, a pasta contabilizava 188.974 casos da doença e 13.149 mortes. 

De acordo com o ministério, 109.446 pacientes estão em acompanhamento, o que representa 53,9% do total, e 79.479 são considerados curados (39,2% do total). 

Além disso, 2.000 óbitos estão em investigação. A taxa de letalidade é de 6,9%. 

​São Paulo é o estado mais afetado do Brasil pela epidemia do coronavírus, com 54.286 casos e 4.315 mortes. 

Em seguida, aparecem o Ceará, com 21.077 casos confirmados e 1.413 óbitos; Rio de Janeiro, com 19.467 casos e 2.247 óbitos; e Amazonas, com 17.181 casos e 1.235 vítimas fatais. 

Para diminuir a velocidade de disseminação do vírus e aliviar o sistema de saúde, a maior parte do país vive sob algum tipo de isolamento social. Nos últimos dias, porém, algumas cidades começaram a adotar o lockdown, ou seja, o bloqueio total.

Segundo mapa virtual da Universidade Johns Hopkins, a COVID-19 matou mais de 300 mil pessoas no mundo e infectou mais de 4,4 milhões de pessoas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала