Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bolsonaro pede a empresários que 'joguem pesado' e declarem 'guerra' contra Doria

© Folhapress / Mateus Bonomi / AgifPresidente Jair Bolsonaro no salão nobre do Palácio do Planalto, em Brasília (DF)
Presidente Jair Bolsonaro no salão nobre do Palácio do Planalto, em Brasília (DF) - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (14) a um grupo de empresários para "jogar pesado" contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). 

A declaração foi feita durante uma videoconferência. O chefe de Estado chegou a utilizar a palavra "guerra" para conclamar os empresários.

Bolsonaro e Doria, que foram aliados na campanha de 2018, tornaram-se desafetos com a epidemia do coronavírus. 

"Um homem está decidindo o futuro de São Paulo. Está decidindo o futuro da economia do Brasil. Os senhores [empresários], com todo o respeito, têm que chamar o governador e jogar pesado, jogar pesado, porque a questão é séria. É guerra", disse o mandatário, segundo o portal G1. 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, participou do encontro virtual, que teve como objetivo discutir a retomada da economia em meio à pandemia do novo coronavírus.

Presidente defende isolamento vertical

O presidente é contra as medidas de isolamento social que o governador vem adotando em São Paulo, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Bolsonaro teme que Doria decrete um lockdown no estado, endurecendo ainda mais as restrições à movimentação de pessoas e aos comércios. 

Durante a videoconferência, o presidente disse que o Brasil deveria adotar o isolamento vertical, quando apenas grupos de risco para a COVID-19 são mantidos sob quarentena, o que não tem o aval da maioria dos especialistas. Bolsonaro disse que um "apagão total" em São Paulo seria "inimaginável". 

'Pressionem os governadores'

O secretário de Comunicação do governo, Fábio Wajngarten, que também participou do evento virtual, pediu para os empresários pressionarem governadores contra o isolamento, afirmando que a Presidência estava ao lado deles. 

"Então, pressionem os governadores, pressionem os governos a quem de direito. A Presidência da República está com vocês. O presidente Bolsonaro trabalha para vocês. O governo trabalha para vocês, a Presidência, aqui em Brasília. Pressionem a quem de direito, por favor. A gente é voz solitária aqui. Paulo [Skaf], lidere isso por favor", disse Wajngarten.

Segundo boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta quinta-feira (14), o Brasil registra até agora 202.918 casos do coronavírus e 13.993 mortes. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала