Relatório aponta déficit recorde de US$ 738 bilhões nos EUA em meio à COVID-19

© REUTERS / DADO RUVICGeorge Washington usando máscara médica na nota de um dólar
George Washington usando máscara médica na nota de um dólar - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA registraram um déficit recorde de US$ 738 bilhões (R$ 4,3 trilhões) no mês de abril, segundo o Departamento do Tesouro.

De acordo com o relatório mensal do Tesouro, o déficit orçamentário norte-americano foi de US$ 738 bilhões (R$ 4,3 trilhões) em abril, quando o país teve de enfrentar o surto de COVID-19.

O relatório mostra que o governo norte-americano obteve uma receita de US$ 242 bilhões (R$ 1,4 trilhão), mas gastou US$ 980 bilhões (R$ 5,7 trilhões). Este défice é US$ 604 bilhões (R$ 3,5 trilhões) superior em relação ao mesmo mês do ano passado.

Até o momento, no ano fiscal de 2020, os EUA registraram um déficit de US$ 1,4 trilhão (R$ 8,2 trilhões).

Em meio à COVID-19, o governo norte-americano desembolsou até US$ 4 trilhões (R$ 23,5 trilhões), incluindo ajuda financeira a pessoas e famílias, apoios aos governos estaduais, territoriais, locais e indígenas, pagamentos a setores relacionados à saúde e subsídios de desemprego.

© Sputnik / Aleksei SukhorukovCédulas de dólar norte-americano
Relatório aponta déficit recorde de US$ 738 bilhões nos EUA em meio à COVID-19 - Sputnik Brasil
Cédulas de dólar norte-americano

Caso as leis atualmente em vigor sobre despesas e receitas não sofram alterações e não haja nenhum financiamento emergencial, o país terá um déficit federal de aproximadamente US$ 3,7 trilhões (R$ 21,7 trilhões) no ano fiscal de 2020 e de US$ 2,1 trilhões (R$ 12,3 trilhões) em 2021, conforme estimativas do Escritório Central de Orçamento.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала