Fósseis de dinossauro de 70 milhões de anos são encontrados na Argentina (FOTOS)

© Foto / Pixabay / whitejillmFóssil de dinossauro em museu (foto de arquivo)
Fóssil de dinossauro em museu (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Fósseis de um megaraptor de dez metros de altura e 70 milhões de anos foram encontrados por paleontólogos do Museu Argentino de Ciências Naturais na Patagônia, a sudoeste da província de Santa Cruz.

Paleontólogos encontraram fósseis de diversas vértebras, costelas e partes da cintura torácica e do ombro do dinossauro carnívoro, que viveu na segunda metade do período Cretáceo, principalmente no Hemisfério Sul.

"Encontramos um exemplar muito grande de um novo megaraptoridae, que corresponde a dinossauros carnívoros formidáveis, pois possuíam um conjunto de adaptações para caça realmente espetacular", declarou à agência CTyS-UNLaM o paleontólogo Mauro Aranciaga Rolando.

Estes dinossauros se diferenciavam dos tiranossauros por serem mais "magros" e mais adaptados às corridas graças às suas longas caudas, necessárias para manter o equilíbrio. Além do mais, os megaraptores possuíam pescoço, crânio e patas longas.

​Megaraptor é encontrado na Argentina! Fernando Novas, Mauro Aranciaga Rolando e Sebastián Rozadilla do Laboratório de Anatomia Comparada e Evolução dos Vertebrados falaram com a CTyS_UNLaM sobre este dinossauro carnívoro com características letais para suas presas.

"As principais armas destes dinossauros eram seus braços, pois eram extremamente compridos e fortes, ao mesmo tempo que eram dotados de garras em forma de foice em seus polegares", afirma Aranciaga Rolando.

Graças a esta garra, que podia chegar a 40 centímetros de comprimento, o dinossauro era capaz de provocar ferimentos "profundos" nas presas.

​Paleontólogos argentinos encontraram um megaraptor de dez metros de altura na Patagônia!

Segundo o doutor Fernando Novas, chefe do Laboratório de Anatomia Comparada do Museu Argentino de Ciências Naturais, a descoberta deste exemplar ajudará a compreender melhor a espécie e a examinar as "relações de parentesco com os megaraptores encontrados em outras partes do mundo".

Novas descobriu o primeiro exemplar de megaraptor em 1996, na província de Neuquén. Outros especialistas encontraram fósseis da espécie na Ásia e Austrália.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала