Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA enviam bombardeiros nucleares para missões de 'dissuasão estratégica' no Pacífico (FOTOS)

© AP Photo / Mindaugas KulbisBombardeiro estratégico B-52 da Força Aérea dos EUA (foto de arquivo)
Bombardeiro estratégico B-52 da Força Aérea dos EUA (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os EUA enviaram bombardeiros B-52 Stratofortress e B-2 Spirit para missões simultâneas na Europa e no Pacífico, enquanto os B-1B Lancer seguem no mar do Sul da China.

No dia 7 de maio, seis bombardeiros B-2 Spirit e B-52 Stratofortress foram enviados para as áreas do Comando Europeu e Indo-Pacífico para missões de "prontidão e controle global", segundo o Comando Estratégico dos EUA (STRATCOM, na sigla em inglês).

A STRATCOM comunicou que dois bombardeiros furtivos B-2 da base aérea de Missouri, dois B-52H da base aérea de Dakota do Norte e dois B-52H da base aérea de Louisiana haviam partido para conduzir as missões.

"A implantação dinâmica dos bombardeiros de longo alcance e aeronaves de apoio do STRATCOM norte-americano mostrou a capacidade dos EUA de conduzir dissuasão estratégica sincronizada em qualquer parte do mundo contando com uma força pronta e letal", afirmou o STRATCOM.

"Apesar do surto de COVID-19, estamos comprometidos com nossa missão em todos os domínios (aéreo, naval, terrestre, espacial e cibernético) contando com nossos aliados e parceiros", destaca.

© Foto / Sgt. técnico Emerson NuñezUm bombardeiro B-52 Stratofortress da Força Aérea dos EUA se afasta de um KC-135 da 100ª Ala de reabastecimento aéreo, no Reino Unido, após receber abastecimento durante uma missão do bombardeiro estratégico no dia 7 de maio de 2020
EUA enviam bombardeiros nucleares para missões de 'dissuasão estratégica' no Pacífico (FOTOS) - Sputnik Brasil
Um bombardeiro B-52 Stratofortress da Força Aérea dos EUA se afasta de um KC-135 da 100ª Ala de reabastecimento aéreo, no Reino Unido, após receber abastecimento durante uma missão do bombardeiro estratégico no dia 7 de maio de 2020

Anteriormente, dois bombardeiros B-1B Lancer foram enviados à base aérea de Andersen em Guam, após embarcações chinesas "expulsarem" um destróier norte-americano das ilhas disputadas.

A Força Aérea do Pacífico (PACAF, na sigla em inglês) descreveu a missão como "dissuasão estratégica para reforçar a ordem internacional baseada em regras na região indo-pacífica".

© Aviador sênior River BruceUm B-1B Lancer do Nono Esquadrão Expedicionário de Bombardeio conduz uma missão de treinamento nas proximidades do Japão, onde foi integrado à Força Aérea de Autodefesa do Japão, 12 de maio de 2020
EUA enviam bombardeiros nucleares para missões de 'dissuasão estratégica' no Pacífico (FOTOS) - Sputnik Brasil
Um B-1B Lancer do Nono Esquadrão Expedicionário de Bombardeio conduz uma missão de treinamento nas proximidades do Japão, onde foi integrado à Força Aérea de Autodefesa do Japão, 12 de maio de 2020

Os EUA seguem tentando frear o avanço e a presença chinesa na região, e além dos bombardeiros, os norte-americanos ainda usam a pandemia contra a China.

Isso porque a administração Trump segue tentando "responsabilizar a China" pelo surto de COVID-19, alegando que Pequim organizou propositalmente a pandemia global e o colapso da economia dos EUA, chegando a sugerir que cientistas chineses haviam criado o vírus em laboratório. Entretanto, o Pentágono confirmou que não há qualquer evidência para acusar a China e que o vírus teria surgido de maneira natural.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала