- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Em vídeo, Bolsonaro teria defendido mudança na PF para proteger sua família

© REUTERS / Ueslei MarcelinoPresidente Jair Bolsonaro gesticula ao sair do Palácio Alvorada, em meio à pandemia, em Brasília, Brasil, 20 de abril de 2020
Presidente Jair Bolsonaro gesticula ao sair do Palácio Alvorada, em meio à pandemia, em Brasília, Brasil, 20 de abril de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Como parte do inquérito que apura as denúncias de Sergio Moro contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi exibido nesta terça-feira (12) na Polícia Federal (PF) de Brasília o vídeo da reunião ministerial em que, segundo Moro, o presidente pressiona o então ministro.

Moro acusa Bolsonaro de querer interferir politicamente na PF e diz que pediu demissão de seu cargo por esse motivo. Após a denúncia do ex-ministro da Lava Jato, o Supremo Tribunal Federal (STF) abriu inquérito para apurar a situação.

Como parte do inquérito relatado pelo ministro Celso de Mello, foi exibido o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril. Segundo fontes ouvidas pelo jornal Folha de S. Paulo e que acompanharam a exibição, o registro mostra Bolsonaro afirmando que pretendia trocar o comando da PF para proteger sua família de uma suposta perseguição. Ainda de acordo com o periódico, o vídeo mostra Bolsonaro afirmando que não poderia ser supreendido com informações da PF e que, se necessário, tiraria Moro do cargo para mudar a chefia da PF.

A PF do Rio de Janeiro tem participação em investigações que envolvem a família presidencial. Após a saída do então diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, teve troca na chefia da Superintendência da PF do Rio.

A defesa de Moro também divulgou nota em que afirma a gravação confirma as afirmações do ex-ministro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала