ONU: pandemia de coronavírus gera 'tsunami de ódio e xenofobia'

© REUTERS / Mohamad TorokmanSecretário-geral da ONU, António Guterres, participa de uma coletiva em Ramallah, Cisjordânia
Secretário-geral da ONU, António Guterres, participa de uma coletiva em Ramallah, Cisjordânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário-geral da ONU, António Guterres, declarou nesta sexta-feira (8) que a pandemia de coronavírus tem desencadeado um "tsunami de ódio e xenofobia".

De acordo com o secretário-geral da ONU, "o sentimento contra estrangeiros aumentou on-line e nas ruas, as teorias de conspiração antissemitas se espalharam, e ocorreram ataques contra muçulmanos relacionados com a pandemia".

"[O coronavírus] não se importa com quem somos, onde vivemos ou no que acreditamos [...] no entanto, a pandemia continua a desencadear um tsunami de ódio e xenofobia, bodes expiatórios e medo", declarou Guterres em nota publicada no site da ONU.

A declaração surge em meio a um aumento da tensão entre os EUA e a China, provocada pelas mútuas acusações sobre possível origem do coronavírus.

O secretário-geral destacou também que muitos migrantes e refugiados "foram difamados como fonte do vírus, e depois negaram-lhes acesso a tratamento médico".

"Com os idosos entre os mais vulneráveis, surgiram memes [imagens virais] desprezíveis, sugerindo que eles também são os mais descartáveis", acrescentou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала