'Busca deliberada por confronto': Coreia do Norte condena exercícios militares de Seul

© REUTERS / KCNAExercício de subunidades de morteiros do Exército da Coreia do Norte
Exercício de subunidades de morteiros do Exército da Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com a agência estatal de notícias norte-coreana KCNA, militares da Coreia do Sul realizaram exercícios conjuntos em águas disputadas no mar Ocidental da Coreia (mar Amarelo) para "lidar com o poder de fogo do Norte".

O Ministério do Exército Popular da Coreia do Norte (EPC) condenou recentes exercícios militares no mar Ocidental da Coreia, qualificando-os como "grave provocação", "jogada imprudente" e "busca deliberada por confronto", de acordo com uma declaração de um porta-voz do ministério, citado pela KCNA.

"Os militares da Coreia do Sul não escondem o fato de que os exercícios militares conjuntos visavam aperfeiçoar as capacidades de lidar com o poder de fogo do Norte, [de arquitetar] 'provocações' surpresas e de atacar a base das 'provocações do inimigo', repelindo as forças que o apoiam. Tudo está agora voltando ao ponto de partida, antes da cúpula realizada em 2018 entre [as Coreias do] Norte e Sul", lê-se no comunicado.

Porta-voz norte-coreano criticou também as alegações de Seul quanto aos exercícios realizados pela Coreia do Norte, observando que a Coreia do Sul respondeu à "cada exercício militar executado por nós com as palavras do tipo suspensão e lamentável".

Dos exercícios militares que foram realizados na quarta-feira (6) e condenados por parte da Coreia do Norte, participaram cerca de 20 caças F-15K, KF-16, e FA-50 do comando de combate aéreo da Força Aérea da Coreia do Sul, além de barcos de assalto pertencentes à 2ª Frota da Marinha sul-coreana.

Segundo o porta-voz norte-coreano, os exercícios "nos despertaram novamente ao fato óbvio de que os inimigos continuam sendo inimigos o tempo todo".

"Devemos permanecer como um espectador passivo quando o inimigo fica fervoroso enquanto apelam abertamente a um ataque contra nós?", indaga o comunicado da Coreia do Norte.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала