Lhamas salvando mundo? Animal sul-americano poderia ser a chave contra COVID-19

Nos siga noTelegram
A fusão de um anticorpo da SARS proveniente das lhamas com um anticorpo humano resultou em um híbrido capaz de neutralizar o vírus responsável pela COVID-19.

A humanidade teria encontrado um aliado inesperado na luta contra o novo coronavírus. Uma equipe de pesquisadores americanos e belgas conseguiu isolar dois anticorpos produzidos por lhamas que se ligam às proteínas utilizadas pelo novo coronavírus para invadir as células.

A lhama é um mamífero ruminante da América do Sul, da família dos camelídeos, e, de acordo com o estudo, a fusão entre um anticorpo da doença SARS proveniente da lhama e um anticorpo humano resultou em um híbrido capaz de neutralizar o SARS-CoV-2.

Tal vacina só é eficaz se for introduzida no organismo um mês antes da contaminação, explicam os autores do estudo divulgado pelo portal bioRxiv, que se iniciou em 2016.

Os pesquisadores acreditam que os anticorpos produzidos por lhamas podem ajudar a proteger aqueles que correm maior risco de contraírem a doença COVID-19, causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, como os idosos e os portadores de doenças crônicas.

A pandemia do novo coronavírus já causou mais de 230 mil mortes em todo o mundo, enquanto o número total de infecções ultrapassou 3,2 milhões, segundo os últimos dados da Universidade Johns Hopkins (EUA), divulgado em 1º de maio.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала