EUA iniciam processo para proibir que mídia estatal chinesa opere no país

© AP Photo / Damian DovarganesRepórter chinês em conferência de imprensa nos Estados Unidos
Repórter chinês em conferência de imprensa nos Estados Unidos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo dos EUA iniciou um processo para que três meios de comunicação chineses de propriedade estatal tenham a operação proibida no país, disse a Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês).

"A Comissão Federal de Comunicações emitiu hoje ordens contra quatro companhias que ao final estão sujeitas a propriedade e controle do governo chinês: China Telecom Américas, China Unicom Americas, Pacific Networks e [sua subsidiária] ComNet", disse a comissão em uma declaração nesta sexta-feira (24).

As ordens judiciais exigem que as companhias expliquem por que não devem ter revogadas suas autorizações que permitem operar nos Estados Unidos, segundo o comunicado.

"As Ordens para Mostrar Causa refletem nossa profunda preocupação, compartilhada pelos departamentos de Comércio, Defesa, Segurança Nacional, Justiça e Estado dos EUA, pela vulnerabilidade destas empresas à exploração, influência e controle do Partido Comunista chinês", disse o presidente da FCC, Ajit Pai, na declaração.

A ação judicial se seguiu à rejeição da FCC em 2019, por motivos de segurança nacional e aplicação da lei, da solicitação da China Mobile USA para proporcionar serviços de telecomunicações internacionais entre os Estados Unidos e destinos fora do país, salienta o comunicado da comissão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала