OTAN se junta a investigações científicas sobre COVID-19

© Sputnik / StringerSecretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, durante coletiva de imprensa em Bruxelas
Secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, durante coletiva de imprensa em Bruxelas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) está mobilizando seu grupo de cientistas da área de defesa, a maior rede desse tipo no mundo, para o combate à pandemia da COVID-19, informou a aliança nesta terça-feira (20).

"O cientista-chefe da OTAN, Dr. Bryan Wells, acaba de lançar o 'Desafio do Cientista-Chefe da OTAN', pedindo soluções em detecção de vírus, maior consciência situacional, descontaminação, resiliência e para o futuro pós-COVID-19", disse a organização por meio de nota.

O desafio em questão foi enviado a mais de 6.000 cientistas da rede. As propostas de artigos de pesquisa a protótipos são esperadas até o final de abril. Após uma análise, as melhores propostas serão transformadas "em realidade". 

​Resposta ao coronavírus. Centro de coordenação da OTAN se fortalece.

Em outra frente, a OTAN criou uma plataforma colaborativa, na qual cientistas de países aliados e parceiros podem compartilhar contribuições para a resposta à crise.

"A troca de conhecimento e possíveis soluções também é facilitada pelo Escritório de Suporte à Colaboração da OTAN em Paris, que coordena pesquisas relevantes, incluindo cenários de realidade virtual para atendimento médico de emergência, redução da vida útil dos vírus pelo tratamento de superfícies e tecidos com revestimento de polímero, testes a laser de saliva etc."

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала