China afirma que não há evidências do novo coronavírus ter sido criado em laboratório

© REUTERS / Umit BektasBiólogo trabalha em amostras de tubos de ensaio para detectar coronavírus em laboratório de Istambul, Turquia, 14 de abril de 2020
Biólogo trabalha em amostras de tubos de ensaio para detectar coronavírus em laboratório de Istambul, Turquia, 14 de abril de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta segunda-feira (20), o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, afirmou que não há provas de que o novo coronavírus tenha sido criado em laboratório.

A declaração da chancelaria chinesa veio em resposta à afirmação de um virologista francês de que a COVID-19 não teria tido origem natural.

Durante um briefing, Geng enfatizou que atualmente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e cientistas e profissionais de saúde da maioria dos países, incluindo dos EUA, concordam que não há evidências de que o novo coronavírus tenha tido origem em laboratório.

O chanceler adicionou ainda que o coronavírus é uma questão científica, que deve ser estudada por médicos e cientistas e não deve ser politizada.

Anteriormente, o virologista francês Luc Montagnier, vencedor do Prêmio Nobel de 2008 pela descoberta do HIV, argumentou que o novo coronavírus pode não ter tido origem natural e ter sido desenvolvido em laboratório.

© REUTERS / NIAID-RML/HandoutImagem de microscópio eletrônico do SARS-CoV-2, o vírus que causa a COVID-19
China afirma que não há evidências do novo coronavírus ter sido criado em laboratório - Sputnik Brasil
Imagem de microscópio eletrônico do SARS-CoV-2, o vírus que causa a COVID-19

O cientista francês sugeriu que a criação do vírus teria sido um trabalho de biólogos moleculares em uma possível tentativa de produzir uma vacina contra a Aids, causada pelo vírus HIV.

Rumores sobre origem do vírus

Desde o surto do coronavírus na província chinesa de Hubei, no final de dezembro de 2019, têm aparecido repetidamente várias versões na mídia afirmando que o novo vírus teria "vazado" do laboratório do Instituto de Virologia de Wuhan. O próprio instituto publicou uma carta aberta em janeiro chamando esses pressupostos de falsos rumores.

Em 11 de março, a OMS declarou a pandemia do novo coronavírus, que já infectou 2,4 milhões de pessoas e levou a vida de mais de 165 mil vítimas no mundo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала