Marinha dos EUA: caça russo Su-35 fez intercepção 'perigosa' de P-8A Poseidon no Mediterrâneo

© Sputnik / Artyom Zhitenev / Abrir o banco de imagensCaça russo Su-35 se apresentando no Dia da Força Aérea na cidade russa de Lipetsk (foto de arquivo)
Caça russo Su-35 se apresentando no Dia da Força Aérea na cidade russa de Lipetsk (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na quarta-feira (15), a Marinha dos Estados Unidos informou que um dos seus aviões foi interceptado por um caça russo no espaço aéreo internacional sobre o mar Mediterrâneo.

Uma aeronave de reconhecimento e patrulhamento antissubmarino P-8A Poseidon dos Estados Unidos estava sobrevoando o mar Mediterrâneo quando foi interceptada por um caça multifuncional russo Su-35, de acordo com um comunicado de imprensa da 6ª Frota da Marinha dos EUA, relata Business Insider.

"A interação foi determinada como insegura, visto que o Su-35 executou em alta velocidade uma manobra invertida há 25 pés [8 metros] diretamente na frente da aeronave [dos EUA], que estava em missão, colocando em risco os nossos pilotos e a tripulação", lê-se no comunicado.

A tripulação do P-8A Poseidon informou ter sofrido uma "esteira de turbulência" durante o encontro com o Su-35 da Rússia, e, de acordo com a entidade norte-americana, a intercepção durou 42 minutos.

"Enquanto a aeronave russa estava operando no espaço aéreo internacional, esta interação foi irresponsável", acrescentou a 6ª Frota da Marinha dos EUA, reforçando esperar "que eles [russos] se comportem em concordância com os padrões internacionais para garantir a segurança e prevenir incidentes".

O Ministério da Defesa da Rússia ainda não prestou comentário sobre o caso. Anteriormente, a entidade militar russa manifestou reiteradamente que todos os voos da Força Aeroespacial russa são realizados em conformidade com os regulamentos internacionais de uso do espaço aéreo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала