- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Após operação contra garimpeiros, diretor do Ibama é exonerado

© AP Photo / Vinicius Mendonza / IbamaAgentes do Ibama apreendem uma carga ilegal de madeira na área indígena de Cachoeira Seca, no Pará
Agentes do Ibama apreendem uma carga ilegal de madeira na área indígena de Cachoeira Seca, no Pará - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta terça-feira (14), o governo federal publicou no Diário Oficial da União a exoneração do diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Olival Azevedo.

A texto publicado na Seção 2 do DOU é assinado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A decisão teria sido de "comum acordo", segundo publicou o portal G1.

Azevedo foi nomeado para o cargo ainda em janeiro de 2019. O ex-subcomandante da Polícia Militar Ambiental de São José do Rio Preto, em São Paulo, era considerado uma indicação do próprio ministro Ricardo Salles.

Segundo afirmou o colunista do UOL, Rubens Valente, a exoneração é consequência de uma operação de combate ao garimpo ilegal em três terras indígenas no interior do Pará.

O objetivo da operação seria reprimir o garimpo, o desmatamento, a caça ilegal de animais silvestres e também impedir que invasores levassem a COVID-19 para dentro das terras indígenas. Com o avanço da pandemia, também aumentaram as invasões de terras indígenas, além de um crescimento de 29,9% nos alertas de desmatamento no mês de março deste ano.

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES), afirmou em sua conta no Twitter que ingressará com uma ação popular contra a exoneração, apontando que o ministro Salles teria agido com desvio de finalidade e violação dos princípios da legalidade, moralidade e eficiência administrativa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала