Inimigo do meu inimigo? EAU teriam adquirido sistema de mísseis de Israel para forças de Haftar

© AP Photo / Ministério da Defesa de IsraelLançamento do sistema de defesa antimíssil David Sling de Israel (imagem de arquivo)
Lançamento do sistema de defesa antimíssil David Sling de Israel (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Relatos sugerem que os Emirados Árabes adquiriram sigilosamente um sistema avançado de mísseis de Israel para o Exército Nacional da Líbia (LNA), comandado pelo marechal Khalifa Haftar.

Segundo reportagem do jornal New Arab, citando suas fontes, os Emirados Árabes Unidos estão fornecendo armas para Haftar a fim de combater os drones entregues pela Turquia ao Governo do Acordo Nacional (GNA) líbio.

As fontes apenas informaram que o sistema de defesa aérea é "avançado" e "produzido por um fabricante israelense".

O sistema de armas já foi supostamente transportado para o Egito e deve seguir para o leste da Líbia depois que as tropas do LNA forem treinadas para operá-lo.

A indústria de defesa de Israel é conhecida pela fabricação de vários sistemas de defesa antiaérea, como Arrow, David's Sling e Cúpula de Ferro.

De acordo com as informações, o acordo de venda destas armas foi feito apesar da inexistência de relações diplomáticas formais entre Israel e os Emirados Árabes Unidos.

© AP Photo / Dan BaliltyMíssil lançado pelo sistema antiaéreo israelense Cúpula de Ferro (imagem referencial)
Inimigo do meu inimigo? EAU teriam adquirido sistema de mísseis de Israel para forças de Haftar - Sputnik Brasil
Míssil lançado pelo sistema antiaéreo israelense Cúpula de Ferro (imagem referencial)

Apesar das alegações, as autoridades de Israel, Emirados Árabes Unidos e LNA não comentaram a veracidade das informações da mídia.

Competição pelo controle do país

Lar das maiores reservas de petróleo do continente africano, a Líbia, devastada pela guerra, recebe equipamentos militares de fornecedores de todo o mundo, à medida que as potências mundiais buscam sustentar o LNA ou o GNA, enquanto os dois competem pelo controle do país.

Em janeiro, a Turquia deu um passo sem precedentes ao enviar tropas para apoiar o GNA em meio à ofensiva em curso de Trípoli. Desde então, os dois lados se envolveram em guerra de drones, combates aéreos e operações terrestres.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала