EUA ajudarão México a atingir meta de corte na produção de petróleo

© East News / Polaris ImagesPlataforma de petróleo no mar de Veracruz, no México
Plataforma de petróleo no mar de Veracruz, no México  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente americano, Donald Trump, disse hoje que concordou em ajudar o México a contribuir para as reduções da produção de petróleo, como parte de um esforço para reduzir as ofertas globais do combustível e diminuir a instabilidade no mercado.

O presidente mexicano, Andrés Manuel Lopez Obrador, disse no início do dia que os cortes nos EUA seriam de 250.000 barris por dia, mas Trump afirmou que os detalhes ainda estavam sendo elaborados.

Em declarações em Washington, o chefe de Estado norte-americano, disse que os cortes dependeriam da aprovação de outros países produtores e que o México reembolsaria os Estados Unidos em uma data posterior. 

Durante negociações realizadas ao longo da última noite no âmbito da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (OPEP+), os produtores mundiais do combustível resolveram fazer cortes equivalentes a cerca de 10% do suprimento global, mas o México recusou a iniciativa. 

​Lopez Obrador disse que seu país, que havia contribuído para uma proposta de corte anterior, foi pressionado a fazer cortes de 400.000 barris por dia (bpd), ou 23% da produção atual, mas o grupo acabou concordando com uma meta de 350.000 bpd.

No entanto, como o México só poderia reduzir, no máximo, em 100.000 barris, os Estados Unidos se ofereceram para ajudar o país vizinho a atingir a meta estipulada, cortando sua própria produção em 250.000 bpd a mais.

"Quando eu disse a ele que eram 100.000 e não podíamos fazer mais, ele [Donald Trump] me disse generosamente que eles iriam nos ajudar com 250.000 a mais do que eles iriam contribuir", disse o líder mexicano, citado pela Reuters. "Então, por isso, eu agradeço a ele."

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала