- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Coronavírus: Brasil ultrapassa 10 mil casos e se aproxima das 500 mortes

© REUTERS / Cristian RizziSoldado brasileiro em Foz do Iguaçu, na fronteira com a Argentina, bloqueada pelo governo de Buenos Aires, em função do novo coronavírus, 29 de março de 2020
Soldado brasileiro em Foz do Iguaçu, na fronteira com a Argentina, bloqueada pelo governo de Buenos Aires, em função do novo coronavírus, 29 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Brasil viu a letalidade do novo coronavírus aumentar nas últimas 24 horas e o número de casos confirmados já ultrapassa os 10 mil, com 431 mortes confirmadas, informou o Ministério da Saúde em comunicado neste sábado.

De acordo com o balanço acerca da COVID-19 divulgado pela pasta, o país registrou 72 mortes entre sexta-feira e sábado, atingindo a marca de 431 vítimas fatais da doença – uma letalidade de 4,2%, uma subida de 0,2% em relação ao levantamento anterior.

O ministério informou ainda que 81% das mortes ocorreram com pacientes acima dos 60 anos, enquanto que 79% tinha algum problema de saúde pré-existente, como diabetes e doenças do coração.

Já o número de casos confirmados pelo Ministério da Saúde atingiu 10.278 pessoas – um acréscimo de 1.222 novos casos em um dia.

Por regiões, a que mais concentra casos é a sudeste (61,2%), com São Paulo registrando tanto o maior número de casos (4.466) quanto o de óbitos (260). Já o Rio de Janeiro tem 1.246 casos, com 58 mortes confirmadas.

Fora do sudeste, a situação mais preocupante está no Ceará - 730 casos e 22 mortos - e no Distrito Federal - 454 casos e sete mortos.

No balanço divulgado na sexta-feira, o país possuía 9.056 casos confirmados e 359 mortes. De acordo com a pasta em um relatório, há sinais de uma aceleração descontrolada da pandemia no Distrito Federal, São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro e Amazonas.

A análise do Ministério da Saúde pressupõe uma divisão da pandemia em quatro fases: epidemia localizada, aceleração descontrolada, desaceleração e controle.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала