Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Arábia Saudita pede convocação de reunião extraordinária da OPEP+

© AP Photo / Ronald ZakSede da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, OPEP, em Viena, Áustria (arquivo).
Sede da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, OPEP, em Viena, Áustria (arquivo). - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Arábia Saudita pediu nesta quinta-feira (2) a convocação de uma reunião extraordinária dos países membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (OPEP+) para estabilizar o mercado de petróleo.

"O Reino pede para convocar uma reunião urgente entre a OPEP+ e um grupo de outros países para alcançar um acordo justo que restaure o equilíbrio no mercado de petróleo", informou a agência SPA.

No início do dia, a Rússia disse que não havia iniciado conversas sobre o mercado de petróleo com a Arábia Saudita e que não havia conversas entre os líderes dos países marcadas para esta sexta-feira (3).

Mais cedo também, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, refutou as alegações do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre uma conversa telefônica entre o presidente russo Vladimir Putin e o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman.

"Não. Não houve essa conversa", disse Peskov quando perguntado se Putin teve uma reunião por telefone com bin Salman.

Trump disse no início do dia através de sua conta no Twitter que conversou com Mohammed bin Salman, que por sua vez disse que falou com Putin sobre os preços do petróleo.

Acabei de falar com meu amigo MBS (príncipe herdeiro) da Arábia Saudita, que falou com o presidente Putin da Rússia, e espero e torço para que eles reduzam aproximadamente 10 milhões de barris e talvez mais. Se acontecer, será ÓTIMO para a indústria de petróleo e gás!​

Putin disse na quarta-feira (1º) que estava discutindo a queda dos preços do petróleo com os Estados Unidos e parceiros da OPEP+.

O anúncio da Arábia Saudita nesta quinta-feira levou os preços do petróleo a subirem mais de 40%.

Mesmo após a disparada nesta quinta-feira, os preços do petróleo seguem mais de 50% abaixo do visto no início de 2020, antes da crise do coronavírus impactar o mercado.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала