Sem ajuda, curdos sírios se dizem despreparados para enfrentar COVID-19

© AP Photo / Axel HeimkenManifestação em defesa dos curdos em Hamburgo, na Alemanha, em 12 de outubro de 2019
Manifestação em defesa dos curdos em Hamburgo, na Alemanha, em 12 de outubro de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os curdos sírios não estão prontos para combater a pandemia da COVID-19, já que nenhum organismo internacional forneceu a ajuda solicitada pelo Conselho Democrático da Síria (SDC), disse um representante do órgão.

"O norte e o leste da Síria estão em uma situação muito perigosa. Precisamos de ajuda e apoio da comunidade internacional, mas até agora não recebemos absolutamente nenhuma ajuda ou apoio", disse Bassam Saker, representante do SDC nos EUA e membro do Comitê Presidencial. "Nossa região nem sequer tem capacidade para testar o coronavírus, muito menos tratar efetivamente ou colocar em quarentena os pacientes". 

​​Segundo Saker, devido às más condições de vida, que pioraram nos nove anos de guerra civil, as pessoas ficaram com a saúde enfraquecida e toda a infraestrutura de saúde foi severamente danificada, sem contar que muitos ainda se encontram em campos de refugiados, deslocados, ou vivem em tendas, em condições propícias à disseminação do vírus.

Ainda de acordo com ele, no momento, não é possível saber quantos casos de COVID-19 existem no norte e no leste da Síria, devido à falta de testes. E, apesar dos apelos à ONU, à OMS e a outras organizações internacionais há semanas, nada foi feito até agora.

"O coronavírus certamente está em nosso meio, mas não temos a capacidade de testá-lo. É apenas uma questão de tempo até que a situação se transforme em uma tragédia em grande escala. Precisamos gravemente de ajuda e apoio internacionais [...] Se não recebermos ajuda e apoio da comunidade internacional, incluindo kits de teste, o norte e o leste da Síria serão totalmente devastados."

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала