Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Condições econômicas em deterioração afundam mercados acionários globais, diz analista

© REUTERS / Lucas JacksonBolsa de Nova York fica vazio enquanto o prédio se prepara para fechar indefinidamente devido ao surto de coronavírus em Nova York, EUA, 20 de março de 2020
Bolsa de Nova York fica vazio enquanto o prédio se prepara para fechar indefinidamente devido ao surto de coronavírus em Nova York, EUA, 20 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Nesta segunda-feira (30), as ações na Ásia e Europa sofreram novas perdas devido à pressão incessante do agravamento da propagação global do coronavírus.

O principal índice econômico da Bolsa de Valores de Tóquio, Nikkei 225, caiu quase 4% na abertura, o índice Hang Seng de Hong Kong caiu 1,9% e o índice Xangai Composto da China caiu cerca de 1,4%.

Quanto as ações europeias, todas também caíram no início das negociações, sendo as da França as que mais sofreram queda.

O índice bolsista CAC 40 caiu 2,6%, enquanto o FTSE 100 de Londres teve uma queda de 2%. O DAX da Alemanha baixou em 1,5% e o índice Stoxx 600 pan-europeu caiu 2,2%.

Falsa melhoria

O tom negativo para o início da semana sugere "que a falsa melhoria em um mercado super urso [representando um mercado fraco] não vai durar muito tempo, pois os investidores continuam avaliando a deterioração das condições econômicas e uma situação pandêmica crescente", disse Margaret Yang, analista para negociações online de ações da empresa CMC Markets, citada pela CNN.

A pandemia em curso ameaça, entre outras coisas, empregos, lucros corporativos e a indústria de viagens, apesar das promessas de ajuda massiva feitas por governos de todo o mundo.

© AFP 2021 / DANIEL ROLANDVersão em miniatura de touro e urso em frente à bolsa de Frankfurt (imagem de arquivo)
Condições econômicas em deterioração afundam mercados acionários globais, diz analista - Sputnik Brasil
Versão em miniatura de touro e urso em frente à bolsa de Frankfurt (imagem de arquivo)

Recentemente, os anúncios de desemprego nos EUA atingiram um nível recorde histórico, subindo para mais de três milhões. O país norte-americano tem agora mais casos de coronavírus do que qualquer outro no mundo, com mais de 143.000 infecções e 2.513 mortes.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала