Para conter coronavírus, Moscou inicia regime de isolamento domiciliar

© Sputnik / Aleksei Filippov / Abrir o banco de imagensMoças com máscaras andando pela Praça Vermelha, Moscou
Moças com máscaras andando pela Praça Vermelha, Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A capital da Rússia, Moscou, irá entrar em uma nova fase para conter o coronavírus após o número de pessoas infectadas na cidade ultrapassar 1.000 casos.

O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, anunciou que a recomendação de isolamento domiciliar terá início na segunda-feira (30).

Sobyanin afirmou que as pessoas poderão deixar suas casas se forem obrigadas a trabalhar. Também será permitida a saída para atendimentos médicos, fazer compras nas farmácias e mercados da região, tirar o lixo de casa e passear com animais de estimação, desde que seja respeitada o limite de se afastar no máximo 100 metros de sua residência. 

O prefeito também informou que as autoridades fortalecerão gradualmente os controles das regras de isolamento. Os residentes de Moscou só poderão deixar suas casas com uma permissão especial emitida pelo governo da cidade.

"Ao mesmo tempo, o regime domiciliar não limita o direito dos cidadãos de virem ou saírem de Moscou. Trata-se apenas de não se deslocar pela cidade sem um bom motivo", afirmou a Prefeitura.

Quase 15.000 restaurantes e mais de 40.000 lojas não essenciais fecharam na cidade por conta da COVID-19. Pessoas com mais de 65 anos foram convidadas a ficar em casa até pelo menos meados de abril.

De acordo com informação da Universidade Johns Hopkins, a Rússia tem neste domingo 1.534 casos de coronavírus e 8 pessoas já morreram em decorrência da enfermidade.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала