Primeiros kits de teste de coronavírus vindos da Rússia chegam à Venezuela

© Sputnik / Magda Guibelli / Abrir o banco de imagensDesinfecção de hospital na Venezuela
Desinfecção de hospital na Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Rússia enviou para Caracas vários milhares de kits para testar COVID-19, a primeira ajuda deste tipo recebida pelo país sul-americano.

O governo venezuelano recebeu assistência técnica humanitária da Rússia para realizar 10.000 testes do novo coronavírus.

"Recebemos a primeira das entregas da Federação da Rússia para que na Venezuela tenhamos ainda mais [meios] para a detecção daqueles casos que estão infectados com COVID-19 [...] neste caso temos que fazer 10.000 testes para detectar se a pessoa tem ou não COVID-19", disse Jorge Arreaza, ministro das Relações Exteriores, no aeroporto internacional de Maiquetía, no norte do país.

O governo venezuelano também agradeceu ao presidente Vladimir Putin "pelo progresso da aliança estratégica, e por poder contar com a Rússia neste momento de pandemia, que também afeta esta nação sul-americana".

SARS-CoV-2 na Venezuela

Na segunda-feira (23), o governo venezuelano anunciou um aumento no número de pessoas infectadas no país pela COVID-19 para 84.

A Venezuela está cumprindo uma semana de quarentena nacional, que o presidente Nicolás Maduro decretou para evitar a propagação do novo coronavírus.

Durante a quarentena, as viagens de um estado para outro são suspensas. Só poderão circular trabalhadores de saúde, alimentação, transporte, segurança e serviços públicos.

Outras medidas impostas pelo governo para evitar a propagação do coronavírus incluem: suspensão dos voos da Colômbia, Europa, Panamá e República Dominicana; suspensão das atividades escolares e laborais, bem como eventos públicos em massa. Além disso, os restaurantes só serão autorizados a vender comida para levar.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала