OMS afirma que os EUA podem se tornar epicentro da pandemia do coronavírus

© REUTERS / Denis BalibouseSede da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra, Suíça
Sede da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra, Suíça - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com o Centro de Recursos Johns Hopkins para o coronavírus, 46.450 pessoas contraíram o vírus no EUA.

Considerando "uma forte aceleração" nos novos números de casos, os EUA têm o potencial de se tornarem o epicentro da pandemia da COVID-19, afirma a porta-voz da Organização Mundial de Saúde (OMS) Margaret Harris nesta terça-feira (24).

Ela acrescentou que 85% de todas as novas infecções relatadas à organização vêm dos EUA e Europa.

A autoridade também acrescentou que o número total de falecimentos ainda deve aumentar consideravelmente, uma vez que novos casos são relatados à OMS.

O número total de casos nos EUA ultrapassou 40 mil, com mais de 593 mortes pela doença, segundo o Centro de Recursos Johns Hopkins para o Coronavírus.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала