XP Investimentos fala em até 40 milhões de desempregados e empresários pedem ajuda do Estado

Nos siga noTelegram
Com a ampliação do número de casos de coronavírus, empresários temem os impactos da pandemia na economia brasileira e pedem um "Plano Marshall" para evitar o caos.

O presidente da corretora de valores XP Investimentos, Guilherme Benchimol, afirma que o desemprego no Brasil pode ultrapassar o número de 40 milhões e que a cifra é "assustadora". O Brasil tem hoje 11,6% de desempregados e cerca de 40% de sua mão de obra empregada está em vagas informais, setor que deve ser duramente atingido pela regras de restrição de circulação impostas para conter a COVID-19.

Para sustentar sua previsão, o presidente da XP Investimentos ressaltou que nos Estados Unidos o presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, afirmou que o desemprego pode chegar em 30%. 

Benchimol também pontuou que as medidas anunciadas pelo Governo Federal são insuficientes e que o Brasil precisa de um "Plano Marshall", iniciativa dos Estados Unidos de financiamento e reconstrução da Europa após a Segunda Guerra Mundial.

"O buraco é muito mais embaixo", disse o executivo. 

A previsão foi realizada em uma conversa pela internet com empresários brasileiros e foi noticiada pelo jornal O Estado de S. Paulo. 

O pedido de ajuda também foi ecoado por outros empresários. "Sou liberal, mas é preciso medidas de apoio à economia", disse André Street, presidente da empresa de pagamentos Stone. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала