Mais de 100 milhões de americanos estão isolados em casa devido ao coronavírus

© REUTERS / Lucas JacksonHomem usa máscara protetora enquanto caminha na Wall Street durante o surto de coronavírus em Nova York, EUA, 13 de março de 2020
Homem usa máscara protetora enquanto caminha na Wall Street durante o surto de coronavírus em Nova York, EUA, 13 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Enquanto pandemia já tirou a vida de 415 pessoas nos EUA, novos estados norte-americanos decretam quarentenas para combater o coronavírus.

Em declaração, o governador do estado americano de Ohio, Mike DeWine, disse:

"Todo pedaço de evidência que está em minhas mãos indica que nós estamos em um tempo crucial nesta guerra, e o que fazemos agora fará toda a diferença no mundo [...] O que estamos fazendo agora tornará mais lento o invasor [...] e o nosso sistema de saúde [...] terá tempo para cuidar das baixas", publicou as palavras do governador a Reuters.

Além de Ohio, Louisiana e Delaware se somaram à lista de estados, ainda composta por Nova York, Califórnia, Illinois, Connecticut e Nova Jersey, que juntos abrigam 101 milhões de americanos.

Enquanto isso, 32.000 pessoas já contraíram a doença COVID-19 nos Estados Unidos, sendo que 415 faleceram.

Crise na cidade de Nova York

Ainda segundo a mídia, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, caracterizou a pandemia como a maior crise doméstica desde a Grande Depressão do final dos anos 20 e a década de 30.

"Se nós não conseguirmos mais ventiladores [médicos] nos próximos 10 dias, pessoas que não devem morrer irão morrer", afirmou a autoridade.

Membros da Guarda Nacional americana já entraram na cidade para montar instalações que deverão ser usadas no combate ao coronavírus.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала