'O vírus é um monstro tentando te matar': testemunho de paciente com COVID-19

© REUTERS / Stephane MaheVentilador respiratório junto a paciente infectado por coronavírus no hospital de Vannes, França, 20 de março de 2020
Ventilador respiratório junto a paciente infectado por coronavírus no hospital de Vannes, França, 20 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um dos primeiros casos de coronavírus registrado no estado norte-americano de Ohio deu seu relato sobre o desenvolver da doença e tudo o que sentiu após ter sido infectado.

Segundo o americano Kevin Harris de 55 anos, pai de quatro filhos, tudo começou com uma sensação de arranhado na garganta, seguida por tosse persistente, febre e, posteriormente, dores no corpo e na cabeça.

Quando foi ao hospital St. Joseph, na cidade de Warren, cinco dias após sentir os primeiros sintomas, ele achava que estava sufocando, relatou o jornal New York Post.

"A dor é fora do comum. Tudo dói, nariz, dedos dos pés e orelhas […] Imagine seus pulmões ficando sólidos. É como sufocar sem tapar o nariz", disse Harris.

Harris comentou que todo mundo precisa estar pronto para o coronavírus.

"As pessoas precisam levar isso a sério. O vírus é um monstro tentando te matar. Comprar todo esse papel higiênico é um desperdício de dinheiro. Você não precisará disso se ficar doente", complementou.

O paciente aproveitou o tempo em que está isolado para compartilhar sua experiência no Facebook, onde publica vídeos nos quais conta como seus sintomas se desenvolveram e que tratamento ele está recebendo.

© REUTERS / China DailyMédicos protegidos verificam registros de paciente no hospital de Jinyintan em Wuhan, o epicentro do novo surto de coronavírus, na província de Hubei, China, 13 de fevereiro de 2020
'O vírus é um monstro tentando te matar': testemunho de paciente com COVID-19 - Sputnik Brasil
Médicos protegidos verificam registros de paciente no hospital de Jinyintan em Wuhan, o epicentro do novo surto de coronavírus, na província de Hubei, China, 13 de fevereiro de 2020

O americano já está se sentindo melhor, mas antes de receber alta ele precisa testar duas vezes negativo para coronavírus. Ele também aconselha as pessoas a não frequentarem lugares lotados e a lavarem sempre as mãos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала