Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Lockheed Martin usa computação gráfica para simular ataques a supostos S-400 russos (VÍDEO)

© Foto / YouTube/ Lockheed Martin Screenshot do vídeo promocional da Lockheed Martin mostrando um ataque aéreo ao que parece ser armamento de fabricação russa
Screenshot do vídeo promocional da Lockheed Martin mostrando um ataque aéreo ao que parece ser armamento de fabricação russa - Sputnik Brasil
Nos siga no
A principal fabricante de armamentos dos EUA, a Lockheed Martin, lançou um clipe promocional simulando um ataque contra alvos e sistemas de armas supostamente russos.

O vídeo de computação gráfica foi revelado nesta semana pelo Programa de Desenvolvimento Avançado da Lockheed, também conhecido como Skunk Works.

Contudo, parece que o único sistema apresentado nas imagens que existe atualmente é o caça norte-americano F-35, sendo o resto protótipos em fases de desenvolvimento.

Apesar de não ter nenhuma menção narrada sobre a Rússia, cerca de dois terços no vídeo a empresa americana usou complexos, parecidos com os sistemas russos de mísseis, como o vilão na simulação.

O clipe mostra ataques dos EUA aos distintivos supostos sistemas de defesa antiaérea S-400 da Rússia, bem como a uma plataforma móvel de mísseis balísticos intercontinentais Topol-M, exclusiva das Forças Armadas russas.

Nos últimos anos, a Lockheed ganhou contratos historicamente maciços do Pentágono, com a administração Trump mudando seu foco estratégico do contraterrorismo para "concorrentes próximos", como Rússia e China.

Os sistemas russos S-400 são uma das armas antimísseis mais avançadas atualmente fabricadas. Causou uma grande preocupação nos EUA sua aquisição pela Turquia e pela Índia, com Washington ameaçando repetidamente retaliar se estes países avançarem com os acordos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала